Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

FAC lança 14ª edição da revista Campus Repórter

Alunos festejam o aprendizado e se sentem desafiados com a publicação

 

Sayuri Kawagoe

 

 

Uma nova edição de Campus Repórter começa a circular pela UnB e por Brasília. A Faculdade de Comunicação lançou em 30 de setembro a 14ª edição da revista-laboratório especializada em grandes reportagens. A nova edição traz quatro matérias especiais: Impulso da raquete; Vítimas de Kony; Dossiê Aryon Rodrigues; e Às margens da estrada. 

A Campus Repórter surgiu da iniciativa de professores de Jornalismo da FAC com o objetivo de fazer os alunos, a partir do 7º semestre, exercitarem a produção, a apuração e a apresentação de grandes reportagens. “É uma disciplina optativa. A gente faz uma peneira e escolhe as melhores propostas e a partir disso criamos a equipe editorial”, contou a professora e editora-chefe da revista, Dione Moura.

Para os alunos, publicar na revista é uma oportunidade de desenvolver a escrita. A apuração da grande reportagem e o trabalho de campo rendem uma experiência única para os futuros jornalistas, como, por exemplo, lidar com as fontes comuns em situações de comoção.

As repórteres Kelssiane Nunes e Iasminny Thábata fizeram o perfil do pesquisador de línguas indígenas Aryon Rodrigues, que faleceu enquanto elas elaboravam a matéria. “A gente não pôde ter a principal fonte nesse processo. O nosso maior desafio foi conversar sobre o Aryon no momento em que as pessoas próximas a ele estavam sensíveis e com saudade”, contou Kelssiane. 

O chefe do Departamento de Jornalismo da FAC, Sérgio de Sá, ressaltou durante o lançamento que a Campus Repórter tem a tradição de sair dos limites de Brasília. Os repórteres Alexandre de Paula e Mateus Vidigal, por exemplo, viajaram para conhecer e escrever sobre a BR-153. “A ideia não era falar da BR e sim das pessoas que vivem e dependem dela”, destacou Alexandre. 

A matéria de capa da edição alarga bem os horizontes do trabalho jornalístico. A repórter Jéssica Paula viajou até a África para mostrar as vítimas de Joseph Kony, um dos dez homens mais procurados do mundo, acusado de crimes bárbaros como mutilações, sequestros e abusos de crianças e mulheres. Em Uganda, ela conversou com as vítimas do sanguinário líder do Exército de Resistência do Senhor (LRA). 
Com tudo que viveu, Jéssica planeja ir além e transformar sua experiência em livro. Para ela, o jornalista tem o papel importante de contar para o mundo histórias de pessoas como as vítimas de Kony.
 
O repórter Augusto Berto chama atenção para o fato de haver estímulo entre as próprias fontes para redigir um texto diferente. Segundo ele, o maior desafio partiu de um dos personagens da matéria Impulso da raquete. “Um dos entrevistados, o Bruno, propôs que eu fizesse o texto sem usar a palavra superação”, comentou. Assim a reportagem traz a história de dois jovens atletas paralímpicos, Bruno Braga e Guilherme Costa, que encontraram no tênis de mesa o meio para reconstruir a vida.

As experiências ricas de campo e de redação também chegam à parte gráfica. Lucas Ludger e Eduardo Carvalho foram responsáveis pela diagramação da reportagem Às margens da estrada, sobre a BR 153, a convite da professora e editora Suzana Guedes. Eduardo disse que ficou muito feliz por ter sido convidado e aprendeu bastante. “Tivemos que fazer infográficos para a matéria, o que foi desafiador e prazeroso ao mesmo tempo.”

Para o professor Luciano Mendes, o aprendizado também é para os docentes. “A Campus Repórter não é só para os alunos, mas também para os professores. A gente, não só edita, mas aprende com eles”, afirmou no lançamento da revista.

Além da versão impressa, é possível acessar a versão online no facebook da Campus Repórter: https://www.facebook.com/RevistaCampusReporter?fref=ts.

 

 

Notícias FAC lança 14ª edição da revista Campus Repórter