Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Graduação em Comunicação Social

O curso de Comunicação da FAC possui três habilitações diurnas, Jornalismo, Publicidade e Audiovisual, e uma noturna, Comunicação Organizacional.

O projeto pedagógico que entrou em vigor em 2003, e foi revisto em 2008, tem entre seus fundamentos a perspectiva estratégica de que, nas universidades públicas, o ensino da Comunicação deve inserir-se cada vez mais no contexto acadêmico das ciências sociais, deixando de ser um curso voltado quase que exclusivamente para uma formação prático-profissional. Na UnB, procura-se dar atenção equilibrada tanto aos conceitos e teorias quanto aos estágios e práticas laboratoriais.

A formação geral está assegurada por um conjunto de disciplinas obrigatórias para as habilitações, distribuídas em eixos temáticos, que formam a base e o lastro comum do curso de Comunicação e que são, na prática, os conteúdos genéricos. O perfil específico do aluno está assegurado por conjuntos de disciplinas específicas de cada habilitação.

 

Novo conceito

O currículo em vigor está baseado em dois segmentos de disciplinas: um ambiental, no qual a especificidade está imersa, e uma dimensão local que estabelece a conexão mais integrada entre as partes.

As disciplinas ambientais são aquelas destinadas a todos os alunos de Comunicação, e que deverão ser concebidas para acompanhar o aluno do primeiro ao último dia de seu curso.As disciplinas locais, específicas das habilitações, são cursadas sempre em harmonia com as disciplinas ambientais.
O curso de comunicação possui um fluxo, semestre a semestre, que combina disciplinas ambientais e locais, obrigatórias e optativas recomendadas, dando maior flexibilidade à integralização curricular.

 

 

Estrutura curricular

O curso de Comunicação da UnB possui um currículo dividido em quatro estágios, sendo que cada um tem uma finalidade e um caráter correspondente: 1º estágio - Sintonia - caráter amplo; 2º estágio - Aproximação - caráter introdutório; 3º estágio - Vivência - caráter específico; e 4º estágio - Aprofundamento - caráter reflexivo.
Sintonia é o estágio em que a Comunicação é percebida em suas relações com a sociedade, suas implicações com outros campos, seus limites e sua área de influência. O caráter amplo aparece com antônimo de específico, profissionalizante. A postura de terceiro grau deve ocupar esse estágio, trazendo o aluno para sua relação com o conhecimento, enquanto estudante, cientista e cidadão.

No estágio de aproximação, o curso destaca a Comunicação como atividade. As generalidades serão substituídas por vínculos realistas em relação ao mercado de trabalho e ao universo de interdependência da Comunicação com a sociedade. O caráter introdutório indica o grau de profundidade dos conteúdos.

O terceiro estágio é o da vivência. Nesse momento, a ênfase é sobre o fazer e entender o que faz, como, por que, com que finalidade e resultado. Como ser um comunicador capaz de dominar técnicas e aplicá-las. Aqui estão os laboratórios, técnicas e estratégias. O caráter específico privilegia as matérias características das habilitações.

Finalmente, chega-se ao aprofundamento. Maduro, o aluno poderá mesclar teoria e prática, discutir sua formação e sair da universidade envolvido pela compreensão que ultrapassa o mero treinamento profissional. O caráter reflexivo representa o conhecimento descoberto, criado e vivenciado.

Sete eixos formam a base das Disciplinas Ambientais oferecidas a todos os alunos e distribuídas ao longo dos oito semestres do curso: expressivo; comunicação audiovisual; ética e cidadania; pragmático; epistemológico; obrigatórias seletivas; e histórico-normativo e de teorias.

A parte ambiental tem mais peso no início do curso, reduz-se na parte central e se amplia na parte final, especificamente nos dois últimos semestres. As disciplinas locais são as específicas de cada habilitação, cursadas sempre em harmonia com as disciplinas ambientais.

 

Princípios que norteiam o currículo

A autonomia do aluno, por meio de processos criativos de aprendizagem;
O conhecimento como processo social inacabado e em constante construção e descoberta;
As condições para uma aprendizagem crítica;
O diálogo como o mais importante instrumento do aprender;
A negação do determinismo, do conformismo e visões messiânicas e autoritárias como bases do projeto pedagógico;
A opção pela educação dialética e transformadora da realidade.
Conheça a estrutura curricular das habilitações oferecidas no Curso de Comunicação.

 

Graduação em Com Social