Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Download Template Joomla 3.0 free theme.

Cerimônia de abertura do FAC 50 anos relembra memória da Faculdade

Uma mesa-redonda, composta por professores pioneiros na construção e desenvolvimento da faculdade, deu continuidade à programação. “Memória FAC” foi o tema da mesa que abriu espaço para discussões acerca da Universidade, da trajetória de vida dos professores que ajudaram a fundar a FAC e contribuíram para o desenvolvimento dela. No evento, foram homenageados os professores Ubirajara da Silva, que faleceu aos 71 anos no dia 30 de agosto deste ano, e Sérgio Porto, pela contribuição de ambos à Faculdade de Comunicação da UnB.

José Salomão Amorim, chefe de departamento na década de 1970, quando o mestrado em Comunicação foi criado, comentou a importância de relembrar a história de alguns professores que ajudaram a desenvolver a faculdade. Wladimir Carvalho contou sobre sua trajetória de vida e a época em que foi chefe do Departamento de Artes Visuais e Cinema da UnB. Relembrou, também, os tempos de ditadura, quando o auditório era um “porão da liberdade”.

Marco Antônio Dias, ex-professor da Faculdade de Comunicação, contou suas experiências na Universidade, os momentos da ditadura e as evoluções da FAC. Ressaltou a importância de Pompeu de Sousa, responsável pela fundação da Faculdade de Comunicação de Massas há 50 Anos. “Pompeu era um vulcão em constante atividade, cheio de ideias e realizações”, afirmou Marco Antônio Dias. Mallu Moraes e Zélia Leal Adghirni também fizeram parte da mesa e contribuíram para a reconstrução da memória da FAC durante o evento.

          Ao final da mesa-redonda, uma mostra de livros sobre Comunicação e a história da Universidade de Brasília foi montada. A feira contou com a presença do livreiro Chiquinho, há quase 40 anos no comércio de livros na UnB. No departamento de pós-graduação foi realizado o lançamento das obras de quatro professores da FAC e um coffee break para integrar alunos, professores e funcionários.

As obras lançadas foram Mutações do Jornalismo, de Thais de Mendonça Jorge, UnB e Comunicação nos anos 70: acordo tácito, repressão e credibilidade acadêmica, de Marco Antônio Rodrigues Dias, Processos Semióticos em Comunicação, organizado por Pedro Russi e a terceira edição de O Jornal: da forma ao sentido, organizada por Sérgio Porto.

          A cerimônia de hoje deu início ao projeto FAC 50 anos, que se estenderá até o final do primeiro semestre de 2014. O próximo evento programado é o Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), que ocorre entre os dias 7 e 9 de novembro, na Faculdade de Comunicação da UnB. O intuito do FAC 50 Anos é reacender a história da faculdade na memória de antigos professores, funcionários e alunos e atrair personagens atuais da FAC para dar continuidade a essa trajetória. 

50 anos Notícias Cerimônia de abertura do FAC 50 anos relembra memória da Faculdade